UPP Promo e Educ da Saúde I

Apresentamos o trabalho de análise das seguintes figuras:

aids_gdaids_super_homemDeu o que falar sobre a caracterização dos personagens.

“Com a Aids, não somos mais super-heróis. A Aids, nos torna iguais. Mas como se sentiria alguém que é portador do vírus? Será que é essa a imagem do portador? Um ser sem qualidade de vida, vivendo no hospital? “

Nosso trabalho foi discutido com base nestas frases (acima) e levei o material do GHC que o professor Ricardo me emprestou para que pudesse fazer um contra-ponto (uma material com público focado e linguagem adequada a esse público). Acredito que tenha ficado muito bom.

UPP Promo e Educ da Saúde I

Hoje foi nos apresentado em aula a primeira proposta de trabalho: uma apresentação crítica de algo material de educação em saúde. Meu grupo parece ser bem bacana, apesar de eu não conhecer quase ninguém, pois é a única aula que faço com a turma de bixos..

Só queria que pudéssemos explorar mais. Queria poder levar meu material sobre parto, mas o grupo escolheu coisas relativas às DSTs. :(

Mas tudo bem, sei que vai ter chance.

As aulas de educação e prmoção em saúde I estão sendo meio básicas demais pra mim (afinal essa é a proposta da disciplina, hehehe)… mas acho que tô tendo “um salto quântico” pois vejo as coisas diferentemente de antes (quando via coisas básicas e logo enchia o saco). Acho que tô aprendendo a aproveitar as oportunidades numa boa.

Sobre "coisas da maternidade"

Como muitos sabem, meu trabalho, minha paixão é lidar com educação para o parto, educação para o puerpério, educar para educar (meio super nanny nesta última, rssssssss)…

Resolvi colocar aqui o link para uma escrita que fiz no blog Nossos Bebês, que tem ligação com as aulas de educação em saúde. Naquele blog não é o lugar para se estender demais nessas críticas, mas fiquei com vontade de escrever mais sobre isso. Quem sabe, mais adiante, algum trabalho de Educação e Promoção da Saúde não saia dali.

Pra quem quiser ler: http://www.nossosbebes.com.br/?p=559

Um anseio

Eu ansiava pela aula da professora Rose, que está nos ajudando no projeto de trabalho de conclusão do curso. Foi muito bacana, mas confesso que várias coisas em relação ao curso estão me angustiando.

Está difícil fechar esse tema de trabalho. As coisas parecem meio soltas e isso me incomoda profundamente. Talvez por isso não esteja rendendo como deveria.

Espero que dê certo (sinceramente). Tenho apostado pra mim mesmo nas aulas da professora Rose que, até agora, estão elucidando muitas coisas (coisas aliás, que acredito deveriam ter sido elucidadas lá atrás).

UPP Promo e Educ em Saúde II

O material para análise trazido pelo professor me chamou muito à atenção hoje. Casualmente havíamos comentado na disciplina de mestrado da esef sobre o programa Saúde na Escola (que não conheço bem) e na aula da graduação, me deparo com um material sobre saúde no espaço escolar.

Era um material direcionado aos professores, me parecendo, uma tentativa de estimular uma proposta de trabalho de saúde na escola. Eu compartilho com o grupo na opnião de que o material tem boa intenção. É bonito e usa uma linguagem adequada, mas fico imaginando este material vindo pelo correio e caindo na mão dos professores.

As ações não poderiam ser tão simples assim. Podemos pensar na realidade da maioria das escolas públicas do Brasil e imaginar o professor lendo este material (caso ele disponibilize tempo e energia para isso). Além da questão de “que professor vai ler” de “que saúde eles falarão? Como falarão? Quem vai dar apoio a esses professores?

Ainda não sei exatamente o que me incomoda analisando o material. Não tem relação com ele diretamente (pois é tão bonito que dá vontade de ter um), mas na “logística da coisa”, tem algo que precisa de mais reflexão. O que é “ensinar sobre saúde e cidadania” para um professor que está desgastado pelo sistema?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.